liçao 9

26 DE MAIO DE 2015

Lição 9: As Limitações dos Discípulos

THINKING MATURELY ABOUT THE CRISTIAN FAITH

Lição 9
31 de Maio de 2015

As Limitações dos Discípulos

TEXTO ÁUREO
"E roguei aos teus discípulos que o expulsassem, e não puderam."
(Lc 9.40)
VERDADE PRÁTICA
Ao longo de seu ministério, Jesus foi seguido por homens simples, imperfeitos e limitados, mas jamais os descartou por isso.

LEITURA DIÁRIA

Segunda - Lc 9.40,41
A falta de fé dos discípulos mesmo depois de verem os milagres
Terça - 9.46-48
Jesus não aceita a disputa dos discípulos
Quarta - Lc 9.49,50
Jesus repudia o exclusivismo dos discípulos
Quinta - Lc 12.13,14
Jesus é contra a avareza dos discípulos
Sexta - Lc 12.22-34
Jesus ensina os discípulos quanto a solicitude da vida
Sábado - Lc 7.40-50
Os discípulos e a necessidade

LEITURA BÍBLICA EM CLASSE
Lucas 9.38-42,46-50

38 - E eis que um homem da multidão clamou, dizendo, Mestre, peço-te que olhes para meu filho, porque é o único que eu tenho.
39 - Eis que um espírito o toma, e de repente clama, e o despedaça até espumar; e só o larga depois de o ter quebrantado.
40 - E roguei aos teus discípulos que o expulsassem, e não puderam.
41 - E Jesus, respondendo, disse: Ó geração incrédula e perversa! Até quando estarei ainda convosco e vos sofrerei? Traze-me cá o teu filho.
42 - E, quando vinha chegando, o demônio o derribou e convulsionou; porém Jesus repreendeu o espírito imundo, e curou o menino, e o entregou a seu pai.
46 - E suscitou-se entre eles uma discussão sobre qual deles seria o maior.
47 - Mas Jesus, vendo o pensamento do coração deles, tomou uma criança, pô-la junto a si
48 - e disse-lhes: Qualquer que receber esta criança em meu nome recebe-me a mim; e qualquer que me recebe a mim recebe o que me enviou; porque aquele que entre vós todos for o menor, esse mesmo é grande.
49 - E, respondendo João, disse: Mestre, vimos um que em teu nome expulsava os demônios, e lho proibimos, porque não te segue conosco.
50 - E Jesus lhes disse: Não o proibais, porque quem não é contra nós é por nós.

OBJETIVO GERAL
Despertar nos crentes o desejo de cultivar as verdadeiras virtudes cristãs.
HINOS SUGERIDOS: 220,224,601 da Harpa Cristã

OBJETIVOS ESPECÍFICOS
Abaixo, os objetivos específicos referem-se ao que o professor deve atingir em cada tópico. Por exemplo, o objetivo I refere-se ao tópico I com os seus respectivos sub-tópicos.
1. Destacar que a melhor maneira de encher-se de fé é pela oração e conhecimento da Palavra de Deus.
2. Mostrar que o exclusivismo nada tem a ver com o ensinamento de Jesus.
3. Explicar o perigo de um coração avarento e suas consequências.
4. Estimular os crentes a perdoar uns aos outros

INTERAGINDO COM O PROFESSOR
Professor, muitos crentes têm uma ideia equivocada sobre as pessoas de Deus que foram inspiradas pelo Espírito Santo, a fim de escreverem textos sagrados que hoje norteiam a nossa vida e são tidos por nós como a única regra de fé e de prática. Referimo-nos aos apóstolos do Senhor. A lição desta semana mostrará que, como nós, os apóstolos do Senhor eram pessoas falíveis e que na caminhada cristã não há lugar para fingirmos superioridades espirituais ou coisas semelhantes. Então, procure explicar aos alunos que a vida cristã é feita de atitudes espirituais, entretanto, humanas também. As falhas e os tropeços não podem ser encarados por nós como um erro sem perdão. Nós corremos o risco de falharmos em nossa missão por fraqueza ou fragilidade. Todavia, a nossa fé tem de estar fincada no Evangelho para desbaratarmos todas as artimanhas da vida e do Inimigo das nossas almas. Por isso, a partir desta lição, os seus alunos devem sentir-se encorajados por você a ter uma vida de fé, de oração e de leitura da Palavra.

COMENTÁRIO
INTRODUÇÃO
Os discípulos de Cristo demonstraram, em certos momentos da vida, exclusivismo, egoísmo, imaturidade, bairrismo, etc. Eles erraram quando se esperava que acertassem (Lc 9.40,41). Jesus censurou tais comportamentos e corrigiu o grupo, mas não abandonou os discípulos.
Nesta lição, veremos como, em diferentes circunstâncias, os discípulos agiram de forma oposta àquilo que o Senhor lhes havia ensinado e como Jesus os conduziu à maneira certa de agir. Esses fatos demonstram que os seguidores de Cristo não eram super-homens, mas, sim, seres humanos que viviam suas limitações e, como tal, dependiam de Deus para superá-las. Esses exemplos servem para nos orientar em nossa jornada de fé a fim de que possamos cultivar as verdadeiras virtudes cristãs. [Estamos analisando o terceiro evangelho, no entanto, em Mateus 10.1, encontramos o relato onde Jesus dá autoridade àqueles que ele havia chamado para ser seus discípulos. Com base no título desta lição, que tipo de autoridade era esta e para que servia? Neste mesmo capítulo, nos versículos 24-25, Jesus afirma que “o discípulo não está acima do seu mestre” e que “basta ao discípulo ser como o seu mestre”. Aos discípulos bastava serem iguais a Jesus! (1Co 11.1; Gl 4.19). Segundo João 8.31, um discípulo é alguém que permanece na palavra do seu Mestre Jesus, tem amor aos outros discípulos (Jo 13.35) e dá muito fruto (Jo 15.8), até chegar à maturidade, à plenitude de Cristo (Ef 4.13). Como e em que grau a jornada daqueles discípulos foi marcada por estas características? E a nossa? Por que os discípulos não puderam expulsar o espírito mudo? Qual era a sua limitação? Qual tem sido a nossa limitação?]. Vamos pensar maduramente sobre a fé cristã?

I - LIDANDO COM A DÚVIDA
1. A oração e a fé. Logo após acalmar a tempestade no mar da Galileia, Jesus perguntou aos seus discípulos: "Onde está a vossa fé?" (Lc 8.25). Essa não foi a única vez que o Senhor censurou os discípulos por não demonstrarem a fé necessária em Deus. Quando viu a inoperância dos discípulos frente a um menino endemoninhado, Ele disse: "Ó geração incrédula e perversa! Até quando estarei ainda convosco e vos sofrerei?" (Lc 9.41). Há algo em comum nestas passagens bíblicas - elas se relacionam com a vida devocional dos discípulos. A timidez mostrada durante a travessia do mar (Lc 8.25) e a falta de autoridade para expelir o demônio do garoto eram frutos de uma vida devocional pobre. Pouca oração, pouco poder! Nenhuma oração, nenhum poder! As passagens paralelas de Mateus e Marcos demonstram tal princípio (Mt 8.23-27; 17.14-20; Mc 4.35-41; 9.14-29). [Este mesmo acontecimento tem paralelo em Marco 9.14-29. Nesta perícope, Jesus afirma ao pai daquele jovem: “Se tu podes crer...” A questão pode ser compreendida como “Foi por isso que você disse?” A exclamação de Jesus capta as palavras duvidosas desse pai. A questão que decide o assunto não é poder de Jesus, mas a fé do homem! A declaração de Jesus em relação à fé não nos concede a liberdade de presumir a respeito da bondade de Deus ao pedir irresponsavelmente coisas egoístas. Nosso desejo deve estar de acordo com a vontade de Deus (1Jo 5.14,15). A fé daquele pai havia estremecido e ele estava consciente dessa imperfeição. Portanto, ele pede a Jesus para afastar toda a dúvida e conceder-lhe a fé inquestionável! Oramos pedindo que a nossa fé seja aumentada? Seja inquestionável?].

 FELIZ DIA DOS NAMORADOS!!

Me apaixonei por um cara que tem namorada…

Pergunta de Dani:
terminando.jpgOi… Tenho 22 anos. Ha três anos atrás fiquei com uma cara que tinha namorada, eu me apaixonei perdidamente por ele, e ficamos quase 1 ano juntos. Depois de alguns desentendimentos, terminamos.
Hoje eu tenho um namorado de 1 ano e meio, eu amo ele, quero passar com ele o resto da vida. A questão é que agora o outro reapareceu na minha vida, ele continua namorando. O que eu ainda sinto por ele é tão forte que não consigo dar um fora e dizer que não… Nossa relação não é de sexo, adoramos ficar horas conversando pelo MSN, pelo telefone e as vezes ate nos vemos de longe… aquela coisa louca que nem ele e nem eu sabemos explicar.
O que eu faço? Não quero terminar com meu namorado, mas esse homem mexe comigo muito… Ajudem-me
.

Ele está frio comigo.

Pergunta de Carol:
separacao.jpgNamoro a 2 anos e 4 meses, quando completamos 1 ano e 6 meses ele terminou comigo pois sou muito possessiva e não confiava nele, mas ele se arrependeu quis voltar, no inicio eu não quis, mas depois voltei. Ele fez uma tatuagem com minha inicial no braço e disse que me amava muito… Mas agora estamos passando por outra crise, não consigo confiar nele, falei em terminar, mas ele disse que é feliz ao meu lado e quer ficar comigo, só que de uns dias para cá ele está frio, mas ele me diz que é só impressão, mas que é uma fase e vai passar… Não sei o que pensar, será que ele quer terminar, mas tem medo… Ajude-me…

Ele não quer casar…

Pergunta de Léa:
fuga casamento.jpgEle não toma uma posição. Namoro há 7 anos. No início do namoro eu não pensava que fosse durar tanto e nem me imaginava casar. Eu era o tipo da pessoa que queria me realizar profissionalmente e casamento estava fora dos meus planos, mas o tempo foi passando e eu realmente me apaixonei. Muita coisa mudou por causa disso.
Com 2 anos de namoro, tivemos uma briga e ele me traiu, terminei mas depois que a mágoa passou nós voltamos e ao longo desses últimos 5 anos ele nunca me deu motivo pra desconfiar dele, pois, além de muito companheiro, ele é carinhoso, amigo e muito dedicado.
O problema é que ele se acomodou. Hoje eu estou com 26 anos e ele também, em breve faremos 27. Temos emprego estável, e eu tenho até um apartamento próprio, mesmo assim ele não quer casar.
Quando ele quis ser perdoado da traição, ele até falou em noivado e tudo mais, só que ao longo desse tempo ficou na promessa, e todo ano eu ouço ele dizer que vamos noivar no aniversário de namoro, ai quando chega no dia do tal aniversário, ele diz que vai ser no meu aniversário e na verdade esse dia nunca chegou.
Estou cansada. Eu não queria casar mas eu não tinha encontrado o homem da minha vida, e eu realmente o amo e quero construir uma vida com ele agora. Minhas amigas e primas, inclusive as mais novas, estão noivas, casando, tendo filhos e eu fico num relacionamento que está parado no mesmo lugar. As pessoas perguntam quando vai ser e às vezes eu chego até a mentir, dizendo que a gente tem outras prioridades ou dando desculpas. Amigos mais íntimos que sabem da situação dizem que ele está me enrolando e que se eu deixar o relacionamento não vai sair disso, que relacionamentos longos nunca dão em nada e que eu vou esperar por alguém que nunca vai chegar e que quando eu menos esperar vai me jogar fora.
Estou muito confusa entre o amor que sinto por ele e o medo de acabar sozinha. O tempo está passando pra mim, em breve vou ficar velha demais para ter filhos, por exemplo, tenho muito medo de esperar o dia que ele estará pronto e acabar ficando sozinha.
Já conversamos sobre isso algumas vezes, já expus pra ele a forma como me sinto e ele só diz “casamento é só papel, o amor da gente está acima disso…” ou “eu te amo, mas não quero casar”. Não quero ficar batendo na mesma tecla sempre e acabar sendo chata. O problema é que mesmo quando eu não toco no assunto, vira e mexe ele faz uma promessa e continua sem cumprir.
Que tipo de atitude caberia nessa situação?

Por causa de erros meus, nosso namoro terminou.

Pergunta de Thiago:
inocencia.jpgO que faço? Namorei uma menina 6 anos e por causa de erros meus, tais como mentiras desnecessárias, falava mal da mãe dela, pois achava que ela não queria nosso namoro, embora me trata-se como a um filho, era ciumento aos extremos, egoísta, não era carinhoso com ela, enfim fiz muita coisa errada, estávamos inclusive nos preparando para marcar o casamento. Após a separação, namorei outras meninas e ela ficou sabendo. Apesar disso tudo, não consegui esquecê-la, ainda amo minha ex-namorada, ela é a mulher da minha vida. Estamos afastados a 8 meses, foi um rompimento catastrófico. Estou tentando me reaproximar e ela não cede, diz que não gosta mais de mim, que não acredita em mais nada do que falo, e pede que eu não insista. Ao mesmo tempo continua me observando em uma rede de amigos pela net, faz comentários sobre os relacionamentos que tive, não demonstra então que é indiferente as fatos da minha vida. Quero-a de volta, não sei mais o que faço. Ajudem-me. Não consigo avaliar o comportamento dela, horas tenho esperanças. Hora quase desisto. Mas é só ver, por ex. foto ou coisa assim, que a vontade de lutar aflora com força total dentro de mim. O que faço?

Ele é casado e eu também.

Pergunta de Hagta:
fidelidade-1.jpgHá 02 meses conheci uma pessoa especial, ele é casado e eu também, eu o adoro, me liga todos os dias, me diz coisas fascinantes que levanta minha auto-estima, melhora meu humor, é carinhoso, gostoso, já tivemos relação, ele é 27 anos mais velho, tenho 28 anos, moramos em cidades diferentes, sinto muito a falta dele e às vezes me seguro para não ficar com ciúmes do casamento dele, ele me disse que não tem problemas conjugais, ao contrário de mim, que não tenho um esposo carinhoso, que ficamos até dois meses sem sexo,mas é dedicado nas questões família, casa, saúde, sempre pergunto o que ele quer de mim, ele me diz que fazer feliz, um dia ele disse que temos vidas definidas e mesmo assim podemos continuar a ter um caso por anos ou pra sempre, me de um conselho, pois acho que estou ficando muito apegada aos seus mimos, a sua atenção, e tenho medo de sofrer e de tudo acabar, é pecado eu manter esta relação?

Começo a ofendê-la e termino o namoro

Pergunta de Christiano:
briga_ciumes 2.jpgEu fico fantasiando as coisas, acho que ela esta se relacionando com o cunhado, com o vizinho, estou falando da minha namorada, aí começo a ofendê-la e termino o namoro. Depois me arrependo e volto. Como posso lidar melhor com isso?
Resposta:
Leia o artigo completo




Tenho (ou tinha) uma namorada.

Pergunta de Flávio:
mandona.jpgOla, tenho (ou tinha) uma namorada, já estamos com 8 meses de relacionamento, ela tem um temperamento ciumento demais, toda vez ela pensa que eu estou fazendo alguma coisa de errado, sempre ligava pra mim perguntando onde eu estava com quem estava, e que sempre antes de eu sair que eu ligasse pra ela para dizer onde eu ia, ate para ir na casa de familiares que fica a mais ou menos 100 metros da minha casa eu tinha que ligar pra ela e quanto mais explicações eu dava parecia que era pior, toda vez eu dizia a ela que não iria fazer nada demais, que eu errei muito mais que não iria errar mais porque eu gostava muito dela… sempre que eu saia com ela era uma agonia por que ela sempre pensava que eu estava olhando pra alguém, já levei ate beliscão por que ela pensava que eu estava olhando para alguém, sempre eu ligava para ela para dizer que as coisas não eram assim e se ela ficasse sempre assim só iria fazer eu distanciar mais, e chegar um dia que eu não agüentaria mais… ela disse que iria deixar disso mais quando ela fez isso ela ficou totalmente fria comigo e disse que o jeito dela de não sentir ciúmes era desse jeito…. (parece que para ela tudo tem que ser perfeito do jeito que ela quer). Sábado ela não foi para a cidade que eu moro, e disse a ela que iria dar uma voltinha para conversar com meus amigos… ela disse que não que eu fosse para minha casa por que ela iria ligar pra mim…. Eu disse que só iria dar uma volta, e ela desligou o tel., parei em um barzinho para conversar com um amigo meu e ela ligou brigando comigo por que mandou eu ir para casa e eu não fui. Ela disse a mim que iria sair e encher a cara de cachaça… pois um tempo eu liguei pra ela e disse tudo, fui ate um pouco rude com ela pois eu tinha coisas que estavam na minha garganta a muito tempo e me descontrolei e acabei o namoro. Hoje to meio arrependido por que acabei o namoro por que eu gosto muito dela, mais também sempre que eu dava conselhos a ela nunca me escutava, hoje eu liguei querendo reatar o namoro mais ela não quer, disse que eu procurasse alguém outra pessoa para namorar…
O que eu faço?

 Adicionar aos Favoritos BlogBlogs No comments

Abandonei meu amado para não deixar meu ex, que queria se matar.

Pergunta de Valeria:
corte.jpgBom, me chamo valeria tenho 25 anos e há 10 anos tenho um relacionamento com uma pessoa de 51 anos (Carlos) na qual eu amei verdadeiramente, porém ele não me deu valor me perdendo aos poucos sem saber, pois era muito mulherengo. Não vou negar que apesar de eu ser nova e ter conhecido ele com 15 anos eu sofri demais, até que um dia eu conheci uma pessoa pela net, nunca queria outro homem sempre pensava em lutar pelo amor que eu sentia pelo meu atual, pois o amava muito. Um dia eu abri o meu Orkut e tinha um recado: você é linda, posso conversar um pouco com você? E pegou meu MSN que havia no Orkut, então começamos uma conversa, até que quando eu me dei conta estava apaixonada, pois ele preenchia todos os espaços vazios que eu sentia. Eu me encontrava sozinha porque meu atual me abandonava de mais! Oito meses se passaram até que resolvemos nos encontrar, sendo que ele é de outra cidade, então resolvemos nos encontrar em São Paulo já que eu estava fazendo uma viagem de visita a minha tia. Ah! Esqueci de mencionar que esse da net tem 24 anos (Victor), então nos encontramos e vivemos momentos maravilhosos, para mim foi um sonho, eu realmente estava muito apaixonada, passamos 13 dias lá de sonhos. Então precisamos vir embora, chorei e sofri muito até que eu me cobrei uma atitude, terminar com meu relacionamento de 10 anos. Terminei e fiz minha escolha, morar em outra cidade com o Victor, em São Paulo, falamos de casamentos, filhos, etc..
 Adicionar aos Favoritos BlogBlogs No comments

O que faço para reconquistá-la? Sou romântico, ou piso????

Pergunta de Caio,
romantico pisar.jpgComecei a namorar uma menina. Fiquei 3 meses com ela e dai ela viajou para o exterior para trabalhar. Ficou lá por 3 meses, e acabamos o namoro durante a viagem e combinamos de voltar no retorno dela para o Brasil. Nos falamos sempre, fiquei muito amigo dos pais dela, ela sempre falava que estava com saudades que me amava, etc. Neste período que ela estava lá ela ficou com alguns carinhas e eu fiquei com algumas meninas também. E ela me contava e eu contava pra ela com quem ficávamos.
Acontece que ela retornou para o Brasil. A gente se viu num dia, saímos, jantamos, fomos a um barzinho e depois a um drive in. Dois dias depois ela marcou de sair com uns amigos que não tinha visto desde a sua volta. E disse que tanto fazia se eu fosse ou não com ela. Eu fui, no meio da madrugada, onde ela estava e ela me disse que queria que eu não tivesse ido, que eu tinha estragado com a noite dela. Daí disse que não queria namorar comigo, somente queria ficar.

fonte: http://www.blogger.com/blogger.g?blogID=5905214254761286384#editor/target=post;postID=3307292410171088641